Protocolos injetáveis para a saúde mental

Novas possibilidades para uma vida plena e em equilíbrio

A busca pelo equilíbrio mental

O cérebro comanda todo o corpo humano e, assim como uma engrenagem, precisa estar em perfeito funcionamento. Para que isso aconteça, é necessário que todos os órgãos, funções e emoções estejam em harmonia. Quando essa engrenagem está operando bem, a saúde se instala de forma ilimitada.

Por isso, é importante buscar maneiras de cuidar de si, como a suplementação de nutrientes e a prática regular de atividades físicas e mentais. Afinal, uma mente saudável é a chave para se adaptar às mudanças constantes do mundo e colabora para uma vida plena e em equilíbrio.

A relação da saúde mental
com os nutrientes

De acordo com o artigo “Prevalence of anxiety in the COVID-19 pandemic: An updated meta-analysis of community-based studies”, os danos causados pela Covid-19 e as medidas restritivas de saúde pública adotadas para retardar sua transmissão causaram impactos no bem-estar físico e mental das pessoas em todo o mundo. Os autores destacam que, durante a pandemia, as taxas de ansiedade na população em geral podem ter sido três vezes maiores, indicando um grande impacto na saúde mental.

A ansiedade é uma condição que pode afetar a vida de diversas maneiras, desde a saúde física até a capacidade de concentração e realização de tarefas com eficiência. Ela é capaz de interferir no desempenho acadêmico, profissional e nos relacionamentos interpessoais, podendo também dar origem a outros transtornos.

Pesquisas revelaram que a deficiência de certos nutrientes, como, por exemplo, as vitaminas do complexo B e o zinco, pode ter influência na saúde mental. Ainda, as vitaminas do complexo B possuem propriedades antidepressivas significativas em pacientes de todas as idades.

No artigo “Nutritional Therapies for Mental Disorders”, por Shaheen E. Lakhan e Karen F. Vieira, é possível ver estudos que demonstram a eficácia da suplementação de nutrientes vitais na redução dos sintomas de transtornos mentais. Além disso, o material destaca que os suplementos que contêm aminoácidos podem ser convertidos em neurotransmissores que ajudam a aliviar a depressão e outras condições da saúde mental.

A partir disso, conclui-se que a intervenção com nutrientes adequados pode ser uma estratégia eficaz e bem tolerada para a melhora dos sintomas e da qualidade de vida.

Protocolos injetáveis
para a saúde mental

Para elaborarmos as sugestões de protocolos injetáveis, nós contamos com uma equipe multidisciplinar altamente capacitada, composta por farmacêuticos, enfermeiros e médicos, que trabalham com muita dedicação no desenvolvimento de formulações e na elaboração de sugestões de protocolos injetáveis. Todos os ativos foram selecionados com base em estudos científicos e artigos publicados em revistas renomadas da área, a fim de garantir a máxima eficácia nos tratamentos.

E para aumentar ainda mais a segurança dos pacientes, todos os protocolos endovenosos e intramusculares foram submetidos a rigorosos testes e avaliações de interações físico-químicas entre os ativos, garantindo a sua total compatibilidade e os seus benefícios.

Conheça a seguir as nossas sugestões:

icone Endovenosos

Protocolo adjuvante para ansiedade e depressão

Este protocolo propõe o uso de nutrientes que atuam na redução da ansiedade, melhora do sono e redução de marcadores inflamatórios. Alguns ativos também podem potencializar os efeitos dos medicamentos antidepressivos e serem úteis como adjuvantes no tratamento psiquiátrico.

  • L-Theanina 50mg/2mL1 ampola
  • L-Glicina 75mg/2mL1 ampola
  • Sulfato de Zinco 20mg/2mL1 ampola
  • N-Acetil Cisteína 300mg/2mL1 ampola
  • Complexo B (Sem B1)/2mL1 ampola
  • L-Triptofano (1%) 100mg/10mL1 ampola
  • Inositol 200mg + Taurina 200mg/4mL1 ampola

Sugestão de uso: diluir as ampolas em 250mL de SF 0,9% e aplicar por via endovenosa, com gotejamento inicial lento (45-60min/bolsa), 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Protocolo adjuvante no reparo do sono

Este protocolo contém substâncias que auxiliam na modulação do sono. Atuando de diferentes maneiras no organismo, como na regulação do sistema serotoninérgico e dos receptores GABA, produz relaxamento e sensação de bem-estar. Além disso, sua composição também conta com aminoácidos que ajudam a acalmar os níveis de ansiedade e a relaxar os músculos durante o sono. Todos esses ativos juntos podem ajudar a melhorar a sua qualidade.

  • L-Theanina 50mg/2mL1 ampola
  • L-Triptofano 100mg/10mL1 ampola
  • L-Taurina 100mg/2mL1 ampola
  • L-Glicina 75mg/2mL1 ampola

Sugestão de uso: diluir as ampolas em 250mL de SF 0,9% e aplicar por via endovenosa, com gotejamento inicial lento (45-60min/bolsa), 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Protocolo para energia, disposição e foco

A associação dos ativos neste protocolo visa melhorar a saúde mental e física através de uma combinação de diferentes substâncias. Seus benefícios incluem aumento da vitalidade e diminuição da fadiga crônica, estímulo da atividade mental e da dopamina, modulação da excitabilidade dos neurônios, redução da ansiedade e melhora da eficiência das atividades cognitivas, além da proteção contra lesões cerebrais e aumento da transferência de informações entre os hemisférios cerebrais. Também contém antioxidantes que reduzem a sensação de fadiga e melhoram o desempenho físico.

  • N-Acetil Cisteína 300mg/2mL1 ampola
  • L-Fenilalanina 20mg/2mL1 ampola
  • L-Taurina 100mg/2mL1 ampola
  • L-Triptofano 100mg/10mL1 ampola
  • Piracetam 500mg/2mL1 ampola
  • Complexo B com Metil B12/2mL1 ampola

Sugestão de uso: diluir as ampolas em 250mL de SF 0,9% e aplicar por via endovenosa, com gotejamento inicial lento (45-60min/bolsa), 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

+ aplicação intramuscular – veículo oleoso:

  • Coenzima Q10 50mg/1mL1 ampola

Sugestão de uso: aplicar 1 ampola por via intramuscular, de forma profunda e lenta (sugerido músculo ventroglúteo), 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Protocolo para redução do estresse, equilíbrio do humor e melhora da memória

Este protocolo auxilia na melhora do bem-estar emocional e cognitivo, aumentando o estado de alerta e bem-estar, retardando a fadiga e auxiliando no manejo da depressão. Ele inclui substâncias que produzem um efeito calmante no cérebro e modulam o humor, ajudam no funcionamento adequado do organismo e contribuem para melhorar a performance cerebral, memória, inteligência e comunicação cerebral. Quando combinados, os componentes podem reduzir o estresse, equilibrar o humor e ajudar a fortalecer a memória.

  • N-Acetil L-Tirosina 20mg/2mL1 ampola
  • L-Theanina 50mg/2mL1 ampola
  • Pool de Minerais/2mL1 ampola
  • Inositol 100mg + L-Taurina 100mg/2mL1 ampola

Sugestão de uso: diluir as ampolas em 250ml de SF 0,9% e aplicar por via endovenosa, com gotejamento inicial lento (45-60min/bolsa), 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

+ aplicação intramuscular ou subcutânea

  • Vitamina B12 (metilcobalamina) 2500mcg/1mL1 ampola

Sugestão de uso: aplicar a ampola por via subcutânea, ou intramuscular na região glútea externa, 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Protocolo cognitivo

Contempla substâncias que melhoram o funcionamento do sistema nervoso, a comunicação cerebral, a memória e a inteligência. Aumentam também a capacidade de concentração e melhoram a plasticidade neuronal. Além disso, são benéficas para o desempenho atlético e possuem ação antioxidante que previne e repara o estresse oxidativo.

  • Pool para Cognição/2mL1 ampola
  • Piracetam 500mg/2mL1 ampola
  • Pool de Aminoácidos (3,8%)/10mL1 ampola
  • MSM (Metilsulfonilmetano) 750mg/5mL1 ampola

Sugestão de uso: diluir as ampolas em 250mL de SF 0,9% e aplicar por via endovenosa, com gotejamento inicial lento (45-60min/bolsa), 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Protocolo para performance cerebral

Esta formulação tem como objetivo promover a saúde cognitiva e prevenir doenças neurodegenerativas. É composta pela associação de diversas substâncias que atuam sinergicamente para melhorar a transmissão de impulsos nervosos e restaurar o funcionamento das células corticais. Também possui substâncias antioxidantes e ansiolíticas que ajudam a neutralizar os radicais livres, melhoram o humor e o sono, e podem ser adjuvantes em transtornos de ansiedade.

  • Pool para Cognição/2mL1 ampola
  • Piracetam 500mg/2mL1 ampola
  • Complexo B (Sem B1)/2mL1 ampola
  • Sulfato de Magnésio 200mg/2mL1 ampola
  • L-Theanina 50mg/2mL1 ampola
  • Inositol 200mg + L-Taurina 200mg/4mL1 ampola
  • L-Fenilalanina 50mg/5mL1 ampola
  • Pool de Aminoácidos (3,8%)/10mL1 ampola

Sugestão de uso: diluir as ampolas em 250mL de SF 0,9% e aplicar por via endovenosa, com gotejamento inicial lento (45-60min/bolsa), 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Protocolo para fadiga/indisposição

Possui componentes que têm como objetivo aumentar a produção de energia e reduzir a fadiga muscular, além de contribuir para o equilíbrio saudável dos sistemas nervoso e imunológico. São ativos importantes para a produção de ATP, ação antioxidante, metabolismo das gorduras e colesterol, saúde neuronal, transmissão de impulsos nervosos, memória e inteligência.

  • N-Acetil Cisteína 300mg/2mL1 ampola
  • Sulfato de Magnésio 200mg/2mL1 ampola
  • Vitamina B12 (Metilcobalamina) 500mcg/1mL1 ampola
  • Complexo B (Sem B1)/2mL1 ampola
  • D-Ribose (25%) 500mg/2mL1 ampola
  • L-Taurina (5%) 500mg/10mL1 ampola
  • Pool de Aminoácidos (3,8%)/10mL1 ampola
  • Inositol 1g/10mL1 ampola

Sugestão de uso: diluir as ampolas em 250mL de SF 0,9% e aplicar por via endovenosa, com gotejamento inicial lento (45-60min/bolsa), 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Icone Intramuscular

Protocolo adjuvante para ansiedade

Protocolo que combina ativos importantes para a redução da ansiedade, para o relaxamento e para a modulação do humor e do sono.

  • L-Theanina 50mg/2mL1 ampola
  • 5-Hidroxitriptofano 4mg/2mL1 ampola
  • L-Glicina 75mg/2mL1 ampola
  • L-Fenilalanina (1%) 20mg/2mL1 ampola
  • Lidocaína (2%) 20mg/1mL – opcional1 ampola

Sugestão de uso: aspirar o conteúdo das ampolas e aplicar lentamente metade do volume (cerca de 4,5mL) em cada músculo ventroglúteo, 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Protocolo para redução do estresse, equilíbrio do humor e melhora da memória

As substâncias presentes nesta fórmula proporcionam efeitos positivos para a saúde emocional e cognitiva, incluindo o aumento do estado de alerta e bem-estar, a melhora da performance cerebral, o efeito calmante e a regulação do sono e da ansiedade.

  • N-Acetil L-Tirosina 20mg/2mL1 ampola
  • L-Theanina 50mg/2mL1 ampola
  • Hidroxitriptofano 4mg/2mL1 ampola
  • Lidocaína (2%) 20mg/1mL – opcional1 ampola

Sugestão de uso: aspirar o conteúdo das ampolas e aplicar lentamente metade do volume (cerca de 3,5mL) em cada músculo ventroglúteo, 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Protocolo para energia, disposição e foco

A combinação desses ativos ajuda a melhorar a capacidade cognitiva e física, contribuindo para a atenção, a concentração e o desempenho atlético, além de impulsionar a memória e regular o sistema nervoso autônomo. Juntos, esses componentes colaboram para aumentar a energia e a disposição e manter o foco por mais tempo.

  • Inositol 100mg + L-Taurina 100mg/2mL1 ampola
  • Cafeína Benzoica 100mg/2mL1 ampola
  • Pool para Cognição/2mL1 ampola
  • Lidocaína (1%) 20mg/2mL – opcional1 ampola

Sugestão de uso: aspirar o conteúdo das ampolas e aplicar lentamente metade do volume (cerca de 4mL) em cada músculo ventroglúteo, 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Protocolo para cognição

Este protocolo contém substâncias que auxiliam no funcionamento do sistema nervoso e na transmissão de impulsos nervosos, melhorando a comunicação cerebral, memória e inteligência. Também contribuem para a estrutura e função das células cerebrais, impulsionando a memória e regulação do sistema nervoso autônomo, através da produção de neurotransmissores, como a acetilcolina. Além disso, aumentam a capacidade de concentração, melhoram a plasticidade neuronal e a microcirculação, e são benéficos para o desempenho atlético.

  • Pool para Cognição/2mL1 ampola
  • Piracetam 500mg/2mL1 ampola
  • Inositol 100mg + L-Taurina 100mg/2mL1 ampola
  • Lidocaína (2%) 20mg/1mL – opcional1 ampola

Sugestão de uso: aspirar o conteúdo das ampolas e aplicar lentamente metade do volume (cerca de 3,5mL) em cada músculo ventroglúteo, 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

Protocolo para fadiga

Protocolo composto por ativos que atuam na redução da fadiga central e na manutenção da disposição e concentração. Também possui outras substâncias que aumentam os níveis de energia nas células, contribuem para a construção de proteínas e reduzem a fadiga muscular. Combinação essencial para a saúde, regulação do humor e também para a geração de energia.

  • BCAA/2mL1 ampola
  • D-Ribose 500mg/2mL1 ampola
  • L-Arginina 400mg + Lidocaína 1%/2mL1 ampola
  • L-Fenilalanina 20mg/2mL1 ampola
  • Sulfato de Magnésio 200mg/2mL1 ampola

Sugestão de uso: aspirar o conteúdo das ampolas e aplicar lentamente metade do volume (cerca de 5mL) em cada músculo ventroglúteo, 1x por semana, de 8 a 10 sessões, avaliando individualmente cada paciente.

As vitaminas do complexo B desempenham um papel importante no equilíbrio dos sistemas imunológico e nervoso, e podem melhorar os sintomas da depressão por meio de estímulos pró-inflamatórios que se originam no intestino ou pela estimulação direta da produção de neurotransmissores. Esses micronutrientes são essenciais como coenzimas e cofatores em várias reações bioquímicas, incluindo o metabolismo energético, a síntese de DNA e o combate ao estresse oxidativo em muitos processos bioquímicos.

São considerados essenciais porque não podem ser produzidos pelo corpo humano e precisam ser obtidos através da alimentação ou suplementação. Eles atuam em diversas vias metabólicas e podem melhorar a imunidade e a saúde neuronal.

Melhoram a imunidade, a saúde neuronal e a captação de radicais livres, entre outros mecanismos.

Combinação de substâncias que são consideradas essenciais para o bom funcionamento do organismo. Eles desempenham diversas funções no corpo humano, como manutenção da saúde óssea, regulação do ritmo cardíaco, equilíbrio de fluidos corporais, ativação de enzimas e melhora do estado geral do paciente.

Aminoácido que possui receptores específicos no cérebro e age como um neurotransmissor inibitório, além de ser o principal responsável pelo relaxamento dos músculos durante o estado REM — sinal físico que evidencia a fase mais profunda do sono em uma pessoa.

O zinco está presente em diversos comportamentos do nosso corpo, inclusive no aprendizado e nas funções mentais.

A NAC é capaz de reduzir citocinas e marcadores inflamatórios, o que pode contribuir para sua eficácia no tratamento de distúrbios psiquiátricos, bem como modular receptores glutamatérgicos. Sua associação com outras substâncias pode potencializar os seus efeitos, como a redução de glutamato e elevação de serotonina. Além disso, a NAC também reduz o estresse oxidativo através da liberação da dopamina, revertendo a disfunção mitocondrial, e da eliminação de radicais livres, pois o estresse oxidativo é um dos fatores causais para a fadiga muscular. Na literatura, existem evidências sobre a sua utilização em transtornos psiquiátricos, como o transtorno obsessivo-compulsivo, a tricotilomania, a depressão, o transtorno bipolar e a esquizofrenia.

Age no funcionamento do sistema nervoso nutrindo as células cerebrais e, dessa forma, auxilia na transmissão de impulsos nervosos e na melhora da comunicação cerebral […], concentração e o aprendizado. É um ativo que atua em sinergia para regular as catecolaminas e o neurotransmissor inibitório (GABA), sendo útil para reduzir a ansiedade, manter o foco, amenizar as alterações de humor e aliviar o estresse. Além disso, participa da produção de serotonina, controlando a ansiedade e aumentando a vitalidade. Também é importante para o metabolismo das gorduras e colesterol, além de contribuir com a formação de parte das membranas celulares.

Aminoácido que age como modulador da excitabilidade dos neurônios, aumentando a síntese de GABA e promovendo o relaxamento, além de reduzir a ansiedade e o excesso de excitação, fortalecendo, assim, a saúde do sono. Possui também ação antioxidante e anti-inflamatória, atuantes nas mitocôndrias e na produção de ATP, o que ajuda a proteger as células contra o excesso de radicais livres e reduz a sensação de fadiga. É concentrada no hipocampo, onde desempenha um papel na memória, aumentando os níveis de histamina e acetilcolina.

O MSM é uma substância antioxidante que consegue atravessar a barreira hematoencefálica e, devido a isso, previne e repara o estresse oxidativo, o que restabelece a elasticidade e a permeabilidade da membrana celular, permitindo à célula iniciar o processo de eliminação dos dejetos nocivos e recuperar a capacidade de transmissão de informação da membrana celular do tecido nervoso. Um analgésico natural que bloqueia a transmissão do impulso nervoso doloroso através das fibras nervosas, detém o processo inflamatório e intensifica a atividade do cortisol (hormônio anti-inflamatório natural produzido pelo organismo).

Precursora de neurotransmissores relacionados com a melhora do humor, da energia mental e do estado de percepção. Além disso, inibe a decomposição das endorfinas analgésicas naturais, contribuindo para o alívio de dores.

Aminoácido que produz um efeito calmante no cérebro por bloquear a ligação do ácido L-glutâmico aos receptores de glutamato. Dessa forma, induz o relaxamento e possui efeito calmante e modulador do humor, aumentando a sensação de bem-estar devido ao estímulo nas ondas alfacerebrais. Além disso, apresenta ação em receptores dopaminérgicos e serotoninérgicos, auxiliando na melhora da performance cerebral e na comunicação entre os neurônios. Também promove o alívio do distúrbio do estresse, sem causar efeitos sedativos nem interferir na habilidade de pensar.

Aminoácido precursor da serotonina que pode atuar na diminuição da ansiedade.

Melhora a eficiência das atividades envolvidas nos processos cognitivos, como aprendizado e memória, protege o cérebro contra lesões e aumenta a transferência inter-hemisférica de informação.

Aminoácido precursor da L-tirosina (hormônio tireoidiano) que participa da síntese das catecolaminas, sendo utilizado como estimulante da atividade mental e da dopamina. Essas catecolaminas são essenciais para a saúde e para a regulação do humor e níveis de energia, uma vez que promovem o alívio do distúrbio do estresse e melhoram a comunicação entre os neurônios. Além disso, sua falta pode causar depressão, apatia e fadiga.

É um potente antioxidante e tem um papel fundamental na bioenergética celular. Reduz a sensação de fadiga e aumenta o desempenho físico.

Pode estimular os estados de alerta, a sensação de bem-estar e retardar o cansaço físico e mental. Além de auxiliar no manejo da depressão, mediado pela liberação dos neurotransmissores, possui a capacidade de aumentar a flexibilidade cognitiva.

Precursor direto da serotonina, neurotransmissor responsável por diversas funções no corpo, como controle de fome e saciedade, regulação do humor, sono, ansiedade e depressão. Além disso, o sistema serotonérgico tem funções específicas na modulação do sono, estresse e da vigília. O 5-HTP também está envolvido no desempenho cerebral, na melhora cognitiva, memória e transmissão sensorial.

Potente estimulante do SNC, uma vez que aumenta a atividade mental e de alerta, e estimula o centro respiratório, melhora a atenção e a concentração.

Aumenta a capacidade de concentração devido ao seu papel na produção de acetilcolina.

Auxilia na manutenção da bainha de mielina, revestindo os neurônios e permitindo a transmissão dos impulsos nervosos. Tem atuação na geração de energia pela célula, facilitando a oxidação de ácidos graxos livres e a geração de adenosina trifosfato (ATP).

É um precursor da coenzima A e desempenha diversos papéis em processos biológicos, contribuindo para a estrutura e função das células cerebrais. Além disso, impulsiona a memória e a regulação do sistema nervoso autônomo, por meio da produção de neurotransmissores, como a acetilcolina.

Tem atuação na melhora da performance cerebral, memória e do humor. A metilcobalamina pode exercer seu efeito neuroprotetor pelo aumento da metilação, aceleração do crescimento das sinapses e mielinização, ou por meio de sua habilidade em manter a homocisteína em níveis saudáveis.

É necessário para gerar energia e para a síntese de DNA e RNA, atuando indiretamente na produção de ATP e como ativador enzimático. Contribui para o aumento das funções cognitivas, como a memória, concentração e aprendizagem.

É essencial para a produção contínua de ATP na musculatura esquelética e cardíaca, além de ser indicada para aumentar os níveis de energia nas células.

Complexo de aminoácidos formados por L-leucina, L-isoleucina e L-valina, que atuam na recuperação funcional durante o treino, diminuindo a fadiga central e, consequentemente, mantendo a disposição e concentração.

Ajuda na construção de proteínas, tecidos e na produção muscular. É responsável pela liberação do óxido nítrico, que atua na dilatação dos vasos sanguíneos, diminui o consumo de glicose pelos músculos, contribuindo para a redução da fadiga muscular.

Amônia quaternária precursora da biossíntese de acetilcolina, é também necessária para a síntese de componentes essenciais de todas as membranas, como fosfolipídeos e fosfatidilcolina. A função colinérgica no hipocampo cerebral está relacionada com a memória; sendo assim, o uso da colina auxilia na manutenção de memórias recentes e de longo prazo.

Além dos protocolos injetáveis, algumas fórmulas manipuladas da Essentia Pharma e produtos Essential Nutrition podem complementar os tratamentos sugeridos e potencializar os resultados. Confira algumas sugestões:

Manipulados Essentia Pharma

Citicolina

Sugestão posológica: 200 a 400mg, duas vezes ao dia.
OBS.: a dose pode ser aumentada conforme necessidade do paciente.

Noopept

Sugestão posológica: 10 a 30mg ao dia.

Fenilpiracetam

Sugestão posológica: 100 a 400mg ao dia.

Relora®

Sugestão posológica: 250mg de duas a três vezes ao dia.

Fórmula otimizadora de gaba

  • L-Theanina200mg
  • L-Glicina200mg
  • L-Taurina150mg
  • GABA150mg

Sugestão posológica: tomar 1 dose, duas vezes ao dia.

Fitoterápico indutor do sono

  • Tintura Valeriana (Valeriana Officialis)33,3%
  • Tintura Kava-Kava (Piper methysticum)33,3%
  • Tintura capim-limão (Cymbopo goncitratus)33,3%

Sugestão posológica: tomar de 30 a 100 gotas diluídas em água antes de deitar.

Fórmula ativadora do humor

  • Ácido folínico400mcg
  • Piridoxal 5-fosfato10mg
  • Metilcobalamina250mcg
  • L-Tirosina500mg
  • N-Acetilcisteína300mg
  • 5-HTP150mg

Sugestão posológica: tomar 2 doses ao dia.

Fórmula ativadora de serotonina

  • 5-hidroxitriptofano300mg
  • Zinco (Albion®)20mg
  • Hexanicotinato de inositol100mg
  • Piridoxal 5-fosfato10mg
  • Ácido folínico800mcg
  • Metilcobalamina100mcg

Sugestão posológica: tomar 1 dose ao dia, fracionada em duas vezes.

Fórmula de 5-HTP sublingual

  • 5-hidroxitriptofano50mg
  • Comprimidos sublinguais (menta, baunilha ou uva)

Sugestão posológica: usar 1 comprimido via sublingual antes das refeições e ao deitar.

Atenção: a ocorrência de náuseas indica uma conversão muito rápida para a serotonina, sendo indicada a redução da dose.

Produtos Essential Nutrition

Omega Clarity

Super Omega3 TG

Omega Golden

CoQ10

Vit D3

Melatonin Duo Harmony

Melatonin Duo

Quantum Leap

Collagen Resilience

Golden Lift

Heat Up

Vitalift

Uplift

B Complex

Blissful

IMPORTANTE

Este material é de apoio técnico para prescritores e é proibida a sua divulgação para consumidores, nos termos do item 5.14 da RDC 67/2007.

Consultoria Técnica Farmacêutica

O nosso objetivo é prestar um suporte completo e personalizado, a fim de fornecer uma base sólida e confiável para o uso desses tratamentos, garantindo também que os injetáveis sejam administrados da forma mais segura e eficaz possível.

Por isso, através da nossa Consultoria Técnica Farmacêutica, nos colocamos à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas e fornecer orientações sobre a utilização dos protocolos injetáveis em seus pacientes.

Além disso, disponibilizamos o acesso aos artigos científicos e estudos que embasaram a escolha dos ativos, a fim de fornecer uma base sólida e confiável para o uso desses tratamentos.

ESSENTIA PHARMA. Livro. Disponível em:
< https://essentia.com.br/artigo/artigos/livro2016/essentia-saude-resultados-ebook.pdf?utm_campaign=agradecimento_congresso_saude_mental_19&utm_medium=email&utm_source=RD+Station >. Acesso em mar 2023.

OLSZEWER, E.; TERUYA, J. Terapia Nutricional Parenteral em Ortomolecular. 2th edição.

ESSENTIA PHARMA. E-Book Terapias estéticas injetáveis. Disponível em:
< https://essentia.com.br/wp-content/uploads/2021/11/Ebook-Estetica.pdf >. Acesso em mar 2023.

ESSENTIAL NUTRITION. Site disponível em:
< https://www.essentialnutrition.com.br/ >. Acesso em mar 2023.

Lakhan SE, Vieira KF. Nutritional therapies for mental disorders. Nutr J. 2008 Jan 21;7:2. doi: 10.1186/1475-2891-7-2. PMID: 18208598; PMCID: PMC2248201.

Santabárbara J, Lasheras I, Lipnicki DM, Bueno-Notivol J, Pérez-Moreno M, López-Antón R, De la Cámara C, Lobo A, Gracia-García P. Prevalence of anxiety in the COVID-19 pandemic: An updated meta-analysis of community-based studies. Prog Neuropsychopharmacol Biol Psychiatry. 2021 Jul 13;109:110207. doi: 10.1016/j.pnpbp.2020.110207. Epub 2020 Dec 15. PMID: 33338558; PMCID: PMC7834650.

Borges-Vieira JG, Cardoso CKS. Efficacy of B-vitamins and vitamin D therapy in improving depressive and anxiety disorders: a systematic review of randomized controlled trials. Nutr Neurosci. 2023 Mar;26(3):187-207. doi: 10.1080/1028415X.2022.2031494. Epub 2022 Feb 14. PMID: 35156551.

Bell IR, Edman JS, Morrow FD, Marby DW, Mirages S, Perrone G, Kayne HL, Cole JO. B complex vitamin patterns in geriatric and young adult inpatients with major depression. J Am Geriatr Soc. 1991 Mar;39(3):252-7. doi: 10.1111/j.1532-5415.1991.tb01646.x. PMID: 2005338.

Vilaplana-Pérez A, Pérez-Vigil A, Sidorchuk A, Brander G, Isomura K, Hesselmark E, Kuja-Halkola R, Larsson H, Mataix-Cols D, Fernández de la Cruz L. Much more than just shyness: the impact of social anxiety disorder on educational performance across the lifespan. Psychol Med. 2021 Apr;51(5):861-869. doi: 10.1017/S0033291719003908. Epub 2020 Jan 7. PMID: 31907098; PMCID: PMC8108394.

O’Mahony, SM, Clarke, G., Borre, YE, Dinan, TG e Cryan, JF (2015). Serotonina, metabolismo do triptofano e o eixo cérebro-intestino-microbioma. Behavioral Brain Research, 277, 32-48. doi:10.1016/j.bbr.2014.07.027

Friedman, M. (2018). Análise, nutrição e benefícios para a saúde do triptofano. International Journal of Tryptophan Research, 11, 117864691880228. doi:10.1177/1178646918802282

Nowak G, Siwek M, Dudek D, Zieba A, Pilc A. Effect of zinc supplementation on antidepressant therapy in unipolar depression: a preliminary placebo-controlled study. Pol J Pharmacol. 2003 Nov-Dec;55(6):1143-7. PMID: 14730113.

Ranjbar E, Kasaei MS, Mohammad-Shirazi M, Nasrollahzadeh J, Rashidkhani B, Shams J, Mostafavi SA, Mohammadi MR. Effects of zinc supplementation in patients with major depression: a randomized clinical trial. Iran J Psychiatry. 2013 Jun;8(2):73-9. PMID: 24130605; PMCID: PMC3796297.

Gostner, JM, Geisler, S., Stonig, M., Mair, L., Sperner-Unterweger, B., & Fuchs, D. (2019). Metabolismo do triptofano e vias relacionadas em psiconeuroimunologia: o impacto da nutrição e do estilo de vida. Neuropsicobiologia, 1-11. doi:10.1159/000496293

Sharma, E., Joshi, R., & Gulati, A. (2018). l -Theanine: An astounding sui generis integrant in tea. Food Chemistry, 242, 601–610. doi:10.1016/j.foodchem.2017.09.046

Ripps H, Shen W. Review: taurine: a "very essential" amino acid. Mol Vis. 2012;18:2673-86. Epub 2012 Nov 12. PMID: 23170060; PMCID: PMC3501277.

INAGAWA, K., HIRAOKA, T., KOHDA, T., YAMADERA, W., & TAKAHASHI, M. (2006). Subjective effects of glycine ingestion before bedtime on sleep quality. Sleep and Biological Rhythms, 4(1), 75–77. doi:10.1111/j.1479-8425.2006.00193.x

Bannai, M., Kawai, N., Ono, K., Nakahara, K., & Murakami, N. (2012). Os efeitos da glicina no desempenho diurno subjetivo em voluntários saudáveis ​​com restrição parcial do sono. Fronteiras em Neurologia, 3. doi:10.3389/fneur.2012.00061

Butawan M, Benjamin RL, Bloomer RJ. Methylsulfonylmethane: Applications and Safety of a Novel Dietary Supplement. Nutrients. 2017 Mar 16;9(3):290. doi: 10.3390/nu9030290. PMID: 28300758; PMCID: PMC5372953.

Marcinkiewicz, J., & Kontny, E. (2012). Taurina e doenças inflamatórias. Aminoácidos, 46(1), 7–20. doi:10.1007/s00726-012-1361-4

Nathan PJ, Lu K, Gray M, Oliver C. The neuropharmacology of L-theanine(N-ethyl-L-glutamine): a possible neuroprotective and cognitive enhancing agent. J Herb Pharmacother. 2006;6(2):21-30. PMID: 17182482.

Malykh AG, Sadaie MR. Piracetam and piracetam-like drugs: from basic science to novel clinical applications to CNS disorders. Drugs. 2010 Feb 12;70(3):287-312. doi: 10.2165/11319230-000000000-00000. PMID: 20166767.

Köbe T, Witte AV, Schnelle A, Grittner U, Tesky VA, Pantel J, Schuchardt JP, Hahn A, Bohlken J, Rujescu D, Flöel A. Vitamin B-12 concentration, memory performance, and hippocampal structure in patients with mild cognitive impairment. Am J Clin Nutr. 2016 Apr;103(4):1045-54. doi: 10.3945/ajcn.115.116970. Epub 2016 Feb 24. PMID: 26912492.

Dinicola S, Minini M, Unfer V, Verna R, Cucina A, Bizzarri M. Nutritional and Acquired Deficiencies in Inositol Bioavailability. Correlations with Metabolic Disorders. Int J Mol Sci. 2017 Oct 20;18(10):2187. doi: 10.3390/ijms18102187. PMID: 29053604; PMCID: PMC5666868.

He, Z., Liao, Y., Zheng, M., Zeng, F.-D., & Guo, L.-J. (2007). Piracetam Melhora Déficits Cognitivos Causados ​​por Hipoperfusão Cerebral Crônica em Ratos. Neurobiologia Celular e Molecular, 28(4), 613–627. doi:10.1007/s10571-007-9165-x

Marcovina, S. M., Sirtori, C., Peracino, A., Gheorghiade, M., Borum, P., Remuzzi, G., & Ardehali, H. (2013). Translating the basic knowledge of mitochondrial functions to metabolic therapy: role of L-carnitine. Translational Research, 161(2), 73–84. doi:10.1016/j.trsl.2012.10.006

Park, S., Church, DD, Azhar, G., Schutzler, SE, Ferrando, AA, & Wolfe, RR (2020). A resposta anabólica à composição de aminoácidos essenciais mais proteína de soro de leite é maior do que a proteína de soro de leite sozinha em jovens adultos saudáveis. Jornal da Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva, 17(1). doi:10.1186/s12970-020-0340-5

Volpi E, Kobayashi H, Sheffield-Moore M, Mittendorfer B, Wolfe RR. Essential amino acids are primarily responsible for the amino acid stimulation of muscle protein anabolism in healthy elderly adults. Am J Clin Nutr. 2003 Aug;78(2):250-8. doi: 10.1093/ajcn/78.2.250. PMID: 12885705; PMCID: PMC3192452.

Gröber, U., Schmidt, J., & Kisters, K. (2015). Magnésio na Prevenção e Terapia. Nutrientes, 7(9), 8199–8226. doi:10.3390/nu7095388

Erdogan, M. A., Yigitturk, G., Erbas, O., & Taskıran, D. (2021). Neuroprotective effects of dexpanthenol on streptozotocin-induced neuronal damage in rats. Drug and Chemical Toxicology, 1–9. doi:10.1080/01480545.2021.1914464 10.1080/01480545.2021.1914464

Zeisel, SH (2004). Importância Nutricional da Colina para o Desenvolvimento do Cérebro. Jornal do Colégio Americano de Nutrição, 23 (sup6), 621S-626S. doi:10.1080/07315724.2004.10719433 10.1080/07315724.2004.10719433

Akram, M., Daniyal, M., Ali, A., Zainab, R., Muhammad Ali Shah, S., Munir, N., & Mahmood Tahir, I. (2020). Role of Phenylalanine and Its Metabolites in Health and Neurological Disorders. Synucleins - Biochemistry and Role in Diseases. doi:10.5772/intechopen.83648

Marles, Robin & Assinewe, Valerie & Fogg, Julia & Kaczmarek, Milosz & Sek, Michael. (2010). Taurine. 10.1201/b14669-85.

McKenna, MJ, Medved, I., Goodman, CA, Brown, MJ, Bjorksten, AR, Murphy, KT, … Gong, X. (2006). A N-acetilcisteína atenua o declínio na atividade da bomba muscular de Na+, K+ e retarda a fadiga durante exercícios prolongados em humanos. O Jornal de Fisiologia, 576 (1), 279-288. doi:10.1113/jphysiol.2006.115352

Santamaria, A., Giordano, D., Corrado, F., Pintaudi, B., Interdonato, M. L., Vieste, G. D., … D’Anna, R. (2011). One-year effects of myo-inositol supplementation in postmenopausal women with metabolic syndrome. Climacteric, 15(5), 490–495. doi:10.3109/13697137.2011.631063

Skvarc, DR, Dean, OM, Byrne, LK, Gray, L., Lane, S., Lewis, M., … Marriott, A. (2017). O efeito da N-acetilcisteína (NAC) na cognição humana – Uma revisão sistemática. Neuroscience & Biobehavioral Reviews, 78, 44–56. doi:10.1016/j.neubiorev.2017.04.013 10.1016/j.neubiorev.2017.04.013

Maffei, M.E.5-Hydroxytryptophan (5-HTP): Natural Occurrence, Analysis, Biosynthesis, Biotechnology, Physiology and Toxicology. Int. J. Mol. Sci. 2021, 22, 181. https://dx.doi.org/10.3390/ ijms22010181

Turner, EH, Loftis, JM e Blackwell, AD (2006). Serotonina à la carte: Suplementação com o precursor da serotonina 5-hidroxitriptofano. Farmacologia e Terapêutica, 109(3), 325–338. doi:10.1016/j.pharmthera.2005.06.004

Williams, J., Kellett, J., Roach, P., McKune, A., Mellor, D., Thomas, J., & Naumovski, N. (2016). L-teanina como aditivo alimentar funcional: seu papel na prevenção de doenças e promoção da saúde. Bebidas, 2(2), 13. doi:10.3390/beverages2020013

Ferreira, G. K., Carvalho-Silva, M., Gonçalves, C. L., Vieira, J. S., Scaini, G., Ghedim, F. V., … Streck, E. L. (2012). l-Tyrosine administration increases acetylcholinesterase activity in rats. Neurochemistry International, 61(8), 1370–1374. doi:10.1016/j.neuint.2012.09.017

Harpaz, E., Tamir, S., Weinstein, A., & Weinstein, Y. (2017). O efeito da cafeína no balanço energético. Journal of Basic and Clinical Physiology and Pharmacology, 28(1), 1–10. doi:10.1515/jbcpp-2016-0090

Ismail, N., Kureishy, ​​N., Church, SJ, Scholefield, M., Unwin, RD, Xu, J., … Cooper, GJS (2019). A vitamina B5 (ácido d-pantotênico) localiza-se nas estruturas mielinizadas do cérebro do rato: papel potencial para os estoques cerebrais de vitamina B5 na homeostase local da mielina. Comunicações de pesquisa bioquímicos e biofísicos. doi:10.1016/j.bbrc.2019.11.052

Kim, D.-H., Kim, S.-H., Jeong, W.-S., & Lee, H.-Y. (2013). Efeito da ingestão de BCAA durante exercícios de resistência em substâncias de fadiga, substâncias de dano muscular e substâncias do metabolismo energético. Journal of Exercise Nutrition and Biochemistry, 17(4), 169–180. doi:10.5717/jenb.2013.17.4.169

Couto, LIM, Wuicik, WL, Kuhn, I., Capriotti, JRV, & Repka, JC (2015). Efeitos da suplementação nutricional com l-arginina no reparo de lesões por distensão muscular: estudo experimental em ratos. Revista Brasileira de Ortopedia (edição em inglês), 50(4), 455–461. doi:10.1016/j.rboe.2015.07.004